Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, uma startup não é uma nova empresa. Saiba nesse artigo o que define uma empresa se definir como esse tipo de empreendimento.

Apesar de ser de domínio público somente agora, o termo e estilo de uma startup já vem sendo utilizada nos Estados Unidos há decadas. No Brasil empreendimento ganhou fama a partir da necessidade das pessoas criarem o próprio negócio. Mas como eu sei que a empresa que eu estou criando será uma startup? Quais são suas características? Como funciona esse negócio?

O que é uma empresa Startup?

É um empreendimento na fase inicial, que possui uma ideia inovadora, altamente escalável, “repetitível”, com potencial de crescimento e com cenário de extrema incerteza. Uma Startup não está associada a uma área específica, porém ultimamente tem sido relacionada a empresas de tecnologia, o que é muito comum.

O termo surgiu nos Estados Unidos, no famosos Vale do Silício, uma área especializada em alta tecnologia e inovação. Após o fenômeno chamado “bolha ponto com”, empresas chamadas “empresas.com” foram impulsionas pela popularização da internet no final da década de 1990.

Qualquer empresa pode ser considerada uma Startup?

Não! Como dito anteriormente, toda empresa nova não é uma startup. Uma empresa startup tem um produto, serviço e modelo de negócio inovador, que não se sabe a real viabilidade.
Abrir uma mercearia hoje, vendendo produtos comuns não torna sua empresa uma startup, pois é um negócio tradicional e com viabilidade comprovada.

O que toda Startup precisa ter?

De maneira geral, já foi notado que empresas desse tipo possuem características em comum: inovação, escalabilidade e flexibilidade.

Inovação

A capacidade de propor ideias inovadoras é o primeiro passo para nascer uma startup. Nos últimos tempos os produtos e serviços mais inovadores foram lançadas por startups.

Escalabilidade

Um negócio escalável é aquele que conhece crescer no mercado sem aumentar os custos proporcionalmente. A empresa deve ampliar o faturamento mais rápido que os custos.

Flexibilidade

É a capacidade de se adaptar as diversidades com agilidade. Uma startup deve organizar seus processos de forma dinâmica, tomando decisões rápidas se adequando às necessidades do mercado e melhorando constantemente a forma de trabalho.

Ficou interessado? Então confere o check-list para dar os seus primeiros passos na criação de uma Startup.

Nenhum negócio próprio é fácil de iniciar, mas tratando-se de uma empresa que não é comum, criar uma startup pode se tornar um processo ainda mais delicado e completo.

Tenha uma ideia inovadora

Desenvolva algo que ajude as pessoas mas que ninguém tenha criado antes, esse passo é o mais importante pois dará vida ao seu negócio.

Desenvolva um protótipo

Não há forma melhor de descobrir se sua ideia dará certo do que testando. Seu produto tem um público-alvo, entenda como esse público se comporta com seu produto e entenda o que pode ser mudado.

Valide hipóteses

Depois de ter cumprido os passos anteriores fica mais fácil saber a verdadeira viabilidade do negócio. Alinhe sua solução com o que o mercado demanda.

Busque Parceiros

Não é impossível, mas é muito mais difícil começar um negócio novo sozinho. Na hora de buscar parceiros, procure por quem tenha competências complementares.

Capte Recursos

Você já deve ter lido notícias que diversas startups receberam aportes milionários. A busca de investidores por ideias inovadores cresceu muito nos últimos anos. Existem inclusive empresas que trabalham apenas com esse tipo de transação.
Com um modelo funcional na mão e validado, você terá muito mais chances de atrair um investidor-anjo.

Comentários no Facebook